Quem são os principais suspeitos pelo assassinato de Marielle?

Uma operação coordenada entre a Procuradoria Geral da República, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e a Polícia Federal levou à prisão de figuras-chave ligadas ao caso do assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, ocorrido em março de 2018.

As autoridades detiveram Domingos Brazão, membro do Tribunal de Contas do Estado, Chiquinho Brazão, deputado federal pelo Rio de Janeiro, e Rivaldo Barbosa, ex-diretor da Polícia Civil do estado.

A colaboração premiada de Ronnie Lessa, ex-policial militar preso desde março de 2019, foi crucial para a identificação dos irmãos Brazão e outros indivíduos envolvidos, desvendando um dos crimes mais notórios da história recente do país.

Lessa apontou Chiquinho Brazão como um dos mentores do crime. Além disso, mandados de busca e apreensão foram expedidos e executados nas instalações da Polícia Civil do Rio de Janeiro e no Tribunal de Contas do Estado.

Este desenvolvimento representa um passo significativo nas investigações do assassinato que chocou o Brasil e o mundo, prometendo avançar na busca por justiça para Marielle Franco, Anderson Gomes, e suas famílias.

As autoridades continuam a investigar o caso, com a esperança de esclarecer completamente as circunstâncias e motivações por trás desse ato de violência.

Tagged:

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.