PL vai reforçar estratégias no Nordeste visando quebrar domínio do PT

O Partido Liberal (PL), liderado por Jair Bolsonaro, intensifica suas estratégias para as eleições municipais de outubro, visando expandir sua influência no Nordeste, uma região tradicionalmente dominada pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

O foco está na montagem de diretórios locais e identificação de candidatos que representem as ideias conservadoras do partido.

“Esse é um partido que está em construção. A nossa preocupação também é dar uma nitidez maior no viés programático e ideológico do partido. Quem nós somos? O que nós defendemos, o que nós representamos?”, afirmou Rogério Marinho, líder da oposição no Senado e presidente do diretório do Rio Grande do Norte, conforme citação da Folha de S. Paulo.

Marinho planeja se afastar de seu mandato por quatro meses no segundo semestre para liderar a reorganização do partido na região, a pedido de Valdemar Costa Neto, presidente do PL.

Nas eleições presidenciais de 2022, o PT obteve a maioria dos votos em oito das nove capitais do Nordeste. Em contrapartida, o PL celebrou uma vitória em Maceió e planeja a reeleição de João Henrique Caldas (JHC), com o apoio de Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados.

O PL já decidiu não apresentar candidatos próprios em algumas capitais, incluindo São Luís, Teresina, Salvador e Natal, optando por apoiar candidaturas de outros partidos como em Salvador, onde apoiará a reeleição do prefeito Bruno Reis (União Brasil).

João Roma, ex-ministro da Cidadania, concentra esforços para fortalecer a presença do PL na Bahia, enquanto no Recife, o ex-ministro do Turismo Gilson Machado é pré-candidato do partido.

Outras pré-candidaturas são anunciadas em João Pessoa, Fortaleza e Aracaju. Para as eleições de 2026, o PL planeja lançar candidatos a senador em todos os estados e no Distrito Federal, visando aumentar sua representação no Senado.

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.